Title
Search
All Issues
180
Ano: 2012  Vol. 16   Num. Suppl. 1  - May
DOI: 10.7162/S1809-977720120S1PO-011
Print:
11º CONGRESSO DA FUNDAÇÃO OTORRINOLARINGOLOGIA - Poster Otorhinolaryngology
TextoTexto em Inglês
PNEUMO-ÓRBITA: ACOMPANHAMENTO CLÍNICO COM REMISSÃO COMPLETA DOS SINTOMAS
PNEUMO-ORBIT: CLINICAL ACCOMPANIMENT WITH COMPLETE REMISSION OF THE SYMPTOMS
Author(s):
Francisco José Motta, Lucas Soares Passos Guimaraes, Washington Almeida, Marcelo Almeida, Mirella Melo Metidieri, Gustavo Del Prato
Palavras-chave:
Resumo:

INTRODUÇÃO: As fraturas da parede orbitária podem ser classificadas em duas categorias: as que acometem e as que não acometem o rebordo orbitário. Aquelas que não acometem o rebordo orbitário também são chamadas de internas. São causadas por traumatismos na região orbitária. As teorias que tentam explicar o mecanismo dessa fratura são duas: o aumento repentino da pressão orbitária é transmitido à parede, que, por ser mais frágil, rompe-se; a segunda diz respeito à transmissão da força exercida pelo trauma através das estruturas ósseas, rompendo-se a parede no local mais frágil. Devido a essa fragilidade local deve-se atentar para os cuidados em evitar manobras de Valsalva, uma vez que a mesma pode levar ar para a cavidade orbitária. Os sintomas que mais incomodam o paciente, e que com freqüência levam ao diagnóstico, são diplopia, que pode ser dolorosa, enfisema orbital acentuado e enoftalmia, cujo surgimento pode ser tardio. RELATO DE CASO: R.S.J., sexo masculino, sofreu trauma de face durante acidente automobilístico , evoluindo 2 dias após, com edema bipalpebral importante e diminuição da movimentação ocular após reflexo esternutatório. Foi solicitado Tomografia da face que evidenciou fratura da lâmina papirácea e pneumo-órbita. Foi tratado clinicamente com corticoterapia e evoluiu com remissão completa dos sintomas em 3 dias. CONCLUSÃO: A pneumo-órbita é uma lesão de seio paranasal rara, que pode expandir para a órbita e resultar em proptose ou diminuição da movimentação ocular. Entretanto com o diagnostic precoce e tratamento adequado os sintomas orbitários serão resolvidos.

.
  Print:

 

All right reserved. Prohibited the reproduction of papers
without previous authorization of FORL © 1997- 2019