Title
Search
All Issues
46
Ano: 2012  Vol. 16   Num. Suppl. 1  - May
DOI: 10.7162/S1809-9777201200S1O-028
Print:
11º CONGRESSO DA FUNDAÇÃO OTORRINOLARINGOLOGIA - Oral Presentation Otorhinolaryngology
TextoTexto em Inglês
FINGER KAZOO: MODIFICAÇÕES VOCAIS ACÚSTICAS E PERCEPTIVO-AUDITIVAS DE FONTE GLÓTICA
FINGER KAZOO: VOCAL MODIFICATIONS PERCIPIENT-AUDITORY ACOUSTICS AND OF GLOTTIC SOURCE
Author(s):
Mara Keli Christmann, Carla Aparecida Cielo
Palavras-chave:
Resumo:

Objetivo: Correlacionar medidas vocais acústicas e perceptivo-auditivas de fonte glótica após o finger kazoo (FK). Método: Análise da vogal /a:/ de 46 mulheres adultas sem queixas vocais ou afecções laríngeas pelo Multi Dimensional Voice Program Advanced® e escala RASATI, antes (M1) e após (M2) três séries do FK e cinco minutos após silêncio (M3). Teste Kappa, Friedman, Wilcoxon e Spearman. Resultados: Aumento significativo da frequência fundamental (f0), redução da variação de amplitude (vAm) e grau de sub-harmônicos (DSH) em M2. RASATI sem significâncias. Correlações positivas significativas: desvio-padrão f0 (STD) com soprosidade e astenia; medidas de jitter, variação de frequência (vf0) e índice de fonação suave (SPI) com rouquidão, soprosidade, astenia e instabilidade; medidas de shimmer e vAm com rouquidão e soprosidade; vAm com astenia; grau e número de segmentos não sonorizados (DUV e NUV) com soprosidade; STD, jita, SPI, quociente de perturbação do pitch suavizado (sPPQ), quociente de perturbação da amplitude suavizado (sAPQ), vf0 e vAm com instabilidade. Correlações negativas significativas: índice de turbulência (VTI) com astenia; medidas de jitter e SPI com tensão; f0 mais aguda (fhi), f0 mais grave (flo) e f0 com rouquidão e soprosidade; instabilidade com flo. Conclusões: O FK gerou redução do ruído, aumento da f0, da estabilidade vocal e da energia harmônica. No geral, rouquidão, astenia, soprosidade e instabilidade correlacionaram-se positivamente com medidas de jitter, shimmer, STD, SPI, vf0, vAm, NUV, DUV e negativamente com as medidas de frequência e VTI. A tensão correlacionou-se negativamente com as medidas de jitter e SPI.

.
  Print:

 

All right reserved. Prohibited the reproduction of papers
without previous authorization of FORL © 1997- 2019