Title
Search
All Issues
65
Ano: 2012  Vol. 16   Num. Suppl. 1  - May
DOI: 10.7162/S1809-9777201200S1F-005
Print:
11º CONGRESSO DA FUNDAÇÃO OTORRINOLARINGOLOGIA - Oral Presentation Audiology
TextoTexto em Inglês
RELAÇÃO ENTRE DISTÚRBIOS DE ESCRITA E PROCESSAMENTO AUDITIVO
RELATIONSHIP BETWEEN DISORDERS OF WRITTEN AND AUDITORY PROCESSING
Author(s):
Milene Ribeiro Carvalho, Deisi Cristina Gollo Marques Vidor
Palavras-chave:
Resumo:

Objetivo: Relacionar Distúrbios do Processamento Auditivo (DPA) com problemas de escrita escolares na faixa etária de 8 a 15 anos e descrever os resultados. Métodos: A coleta de dados realizou-se por meio da Avaliação Simplificada do Processamento Auditivo (ASPA) e do Ditado Balanceado de Moojen (DBM). A ASPA avaliou memória, discriminação auditiva (verbal e não verbal), orientação espacial relativa à localização sonora e presença ou ausência do reflexo cócleo-palpebral. A pesquisa da grafia ocorreu por meio do DBM, composto por 50 palavras balanceadas que avaliou os erros por categorias: irregularidades da língua (IL), regras contextuais (RC) e conversão fonema-grafema (CFG). Resultados: A partir dos dados coletados não foi observada a interferência das variáveis demográficas quando comparadas aos resultados da ASPA. A escolaridade e a idade destacaram-se como determinantes na apropriação da escrita. Os erros referentes a IL e RC reduziram significativamente em função destas variáveis, enquanto erros de CFG não demonstraram - se uniformes, embora reduzidos com a idade e a escolarização. Comparando a ASPA com o DBM, a amostra dos alunos que falharam nas habilidades auditivas apresentou resultados aumentados nos erros de escrita, em especial na categoria CFG. Conclusão: O estudo confirma, através das evidências estatísticas, a relação entre PA e aquisição da escrita, reforçando a hipótese de que crianças que falham na ASPA apresentam aumento de erros de escrita no DBM. Tal evidência alerta para a busca interdisciplinar dessas alterações, visando melhorar a qualidade do processo de alfabetização, diminuindo a possibilidade de insucessos escolares.

.
  Print:

 

All right reserved. Prohibited the reproduction of papers
without previous authorization of FORL © 1997- 2019