Title
Search
All Issues
71
Ano: 2012  Vol. 16   Num. Suppl. 1  - May
DOI: 10.7162/S1809-9777201200S1F-011
Print:
11º CONGRESSO DA FUNDAÇÃO OTORRINOLARINGOLOGIA - Oral Presentation Audiology
TextoTexto em Inglês
PERFIL DE CRIANÇAS SUBMETIDAS À TRIAGEM AUDITIVA
PROFILE OF CHILDREN UNDER THE HEARING SCREENING
Author(s):
Letícia Gregory, Álissa Barbosa, Helena Mozzaquatro Jacques, Maiara Santos Gonçalves, Adriane Ribeiro Teixeira
Palavras-chave:
Resumo:

Objetivo: traçar o perfil de crianças submetidas à triagem auditiva. Método: A pesquisa foi feita com base nos dados de triagens auditivas realizadas em crianças com idade entre um mês e dois anos em uma clínica particular, entre 2002 e 2009. As crianças foram submetidas a um protocolo que constou de anamnese e pesquisa de emissões otoacústicas transientes. Dos 1342 protocolos, 847 apresentaram informações suficientes para o estudo. Considerou-se as variáveis idade, sexo, idade gestacional (IG), tipo de parto, peso ao nascimento e indicadores de risco (IR). Resultados: A média de idade das crianças foi de 1,7 meses (mínimo 1 mês e máximo de 24 meses). Constatou-se que 431 (50,9%) eram pertencentes ao sexo masculino e 416 (49,1%) ao feminino. Quanto ao tipo de parto, 114 (13,5%) nasceram de parto normal e 733 (86,5%) nasceram de parto cesárea. A média da IG foi de 38 semanas (mínimo 26 e máximo 42 semanas). A média do peso ao nascimento foi de 3173g (mínimo 770 e máximo de 4790g). Foi observada presença de IR em 164 crianças (19,3%) sendo os mais frequentes a internação em CTI neonatal, uso de oxigênio, uso de ototóxicos e icterícia com exsanguineotransfusão. Conclusão: Constatou-se que a idade da triagem foi elevada para a detecção precoce da perda auditiva; houve equilíbrio com relação ao sexo; na maior parte dos casos foi constatado parto cesárea, com média de IG de 38 semanas e peso ao nascimento de 3173g, com maior prevalência de indicadores peri ou pós-natais.

.
  Print:

 

All right reserved. Prohibited the reproduction of papers
without previous authorization of FORL © 1997- 2019