Title
Search
All Issues
77
Ano: 2012  Vol. 16   Num. Suppl. 1  - May
DOI: 10.7162/S1809-9777201200S1F-017
Print:
11º CONGRESSO DA FUNDAÇÃO OTORRINOLARINGOLOGIA - Oral Presentation Audiology
TextoTexto em Inglês
AUTOPERCEPÇÃO DA TONTURA EM PACIENTES SUBMETIDOS À VECTOELETRONISTAGMOGRAFIA
SELF-PERCEPTION OF DIZZINESS IN PATIENTS UNDERGOING VECTOR-NYSTAGMOGRAPHY
Author(s):
Samantha Pereira, Danilo Santana Rodrigues, Stephanie de Fátima Leandro, Sabrina de Jesus Samico, Najila Lopes de Oliveira Burle, Patrícia Cotta Mancini
Palavras-chave:
Resumo:

Objetivo: Avaliar o impacto da tontura na qualidade de vida de pacientes submetidos à Vectoeletronistagmografia, relacionando ao resultado obtido neste exame. Métodos: Estudo transversal descritivo realizado com 42 pacientes submetidos à Vectoeletronistagmografia nos serviços de audiologia de dois Hospitais. Foi utilizado o Questionário de Handicap para Tontura (QHT) para a avaliação do impacto da tontura na qualidade de vida do paciente submetido à vestibulometria, sendo este aplicado após o exame com o consentimento dos participantes. Dividiu-se os pacientes em três grupos de acordo com o resultado da prova calórica: normal, Predomínio Labiríntico (PL) alterado e Preponderância Direcional (PD) alterada. Utilizou-se estatísticas descritivas para caracterizar os grupos em relação às variáveis e a Anova para a comparação entre grupos, com significância de 5%. Resultados: A média de idade foi de 55,6 anos, sendo 33,3% homens e 66,7%mulheres. O grupo com PL alterada contou com 21 indivíduos e média do QHT de 60,1 pontos, o grupo com PD alterada contou com seis indivíduos com média do QHT de 46 pontos, e no grupo com resultado normal observou-se 15 indivíduos com média de 42 pontos. O aspecto funcional foi o mais acometido nos três grupos, com maior média para o grupo com PL alterada (22,2 pontos). Na comparação entre grupos não foi observada diferença estatística para a pontuação do QHT. Conclusões: Indivíduos submetidos à Vectoeletronistagmografia apresentaram impacto negativo da tontura na qualidade de vida, prejudicando principalmente o aspecto funcional. Destaca-se uma pontuação elevada ao QHT também para indivíduos com TV normal.

.
  Print:

 

All right reserved. Prohibited the reproduction of papers
without previous authorization of FORL © 1997- 2019