Title
Search
All Issues
80
Ano: 2012  Vol. 16   Num. Suppl. 1  - May
DOI: 10.7162/S1809-9777201200S1F-020
Print:
11º CONGRESSO DA FUNDAÇÃO OTORRINOLARINGOLOGIA - Oral Presentation Audiology
TextoTexto em Inglês
INFLUÊNCIA DA ANTERIORIZAÇÃO DA CABEÇA NO PROCESSO DE PRODUÇÃO DA VOZ
INFLUENCE OF FORWARD OF HEAD IN THE PROCESS OF PRODUCTION OF THE VOICE
Author(s):
Paula Rossi Carneiro, Lidia Teles, Dulce Sartori
Palavras-chave:
Resumo:

As alterações posturais da cabeça e pescoço podem influenciar no processo de produção da voz. A literatura é escassa no que diz respeito à como o sinal de voz se comporta na postura de anteriorização de cabeça, uma alteração postural frequente. OBJETIVO: Verificar a influência da postura de anteriorização da cabeça na produção da voz. METODOLOGIA: Participaram 30 homens, com idades entre 19 e 30 anos, não fumantes e sem queixa vocal. Os indivíduos emitiram a vogal sustentada /a/ em duas posturas de cabeça e pescoço: A) ereta e B) anteriorização de cabeça. As vozes foram gravadas no SoundForge e a análise acústica realizada pelo MDVP Kay Pentax. As varáveis acústicas estudadas foram: freqüência fundamental (F0), jitter, shimmer e razão harmônico ruído. As posturas foram fotografadas simultaneamente à emissão de voz e analisadas por fotogrametria computadorizada no Corel Draw X3, obtendo o valor para o ângulo côndilo-acrômio (ACA), formado pela união dos pontos côndilo da mandíbula e acrômio da escápula com a linha perpendicular ao solo. A análise estatística realizada pelos Testes de Shapiro Wilk, Wilcoxon e T de student. RESULTADOS: Na acústica das vozes encontrou-se maior valor da F0 (Hz) na postura B, com diferença estatisticamente significante (p<0,05). A fotogrametria indicou diferença estatística significante na comparação do ângulo ACA entre as posturas analisadas, indicando que os participantes se posicionaram na posição B com a cabeça significantemente anteriorizada em relação à sua posição ereta. CONCLUSÃO: na postura de anteriorização de cabeça conclui-se que a voz se torna mais aguda.

.
  Print:

 

All right reserved. Prohibited the reproduction of papers
without previous authorization of FORL © 1997- 2019