Title
Search
All Issues
90
Ano: 2012  Vol. 16   Num. Suppl. 1  - May
DOI: 10.7162/S1809-9777201200S1F-030
Print:
11º CONGRESSO DA FUNDAÇÃO OTORRINOLARINGOLOGIA - Oral Presentation Audiology
TextoTexto em Inglês
PROGRESSO TERAPÊUTICO DE SUJEITOS SUBMETIDOS AO MODELO DE OPOSIÇÕES MÚLTIPLAS
THERAPEUTIC PROGRESS OF SUBJECTS SUBMITTED TO MULTIPLE OPPOSITIONS MODEL
Author(s):
Marizete Ilha Ceron, Joviane Bagolin Bonini, Márcia Keske-Soares
Palavras-chave:
Resumo:

Objetivo: verificar o progresso terapêutico apresentado por duas crianças submetidas ao Modelo de Oposições Múltiplas estimuladas com os mesmos sons-alvo. Apresentação de casos clínicos: este relato foi constituído por duas crianças com desvio fonológico, sendo um menino (S1) e uma menina (S2), com idades de 4:2 e 4:11, respectivamente. Os dados da fala foram coletados por meio da avaliação fonológica. Para o tratamento, foi utilizado o Modelo de Oposições Múltiplas durante 25 sessões com os mesmos sons-alvo (/s/, /z/ e /Z/ e o seu substituto [S]), todos pertencentes a classe das fricativas. Foram analisadas as mudanças no inventário fonológico de cada criança, assim como a ocorrência dos processos fonológicos pré e pós-tratamento. Observou-se que o sujeito que apresentava mais alterações (S1) foi o que apresentou maiores aquisições de fonemas no inventário fonológico. Em relação aos processos fonológicos, o S1 foi o que apresentou maior ocorrência de processos em sua fala, tanto pré quanto pós-terapia, o que dificultava a inteligibilidade de fala para o ouvinte. Os processos que envolveram a classe das líquidas foram os que apresentaram um maior percentual de ocorrência, mesmo após a terapia. Conclusões: o Modelo de Oposições Múltiplas possibilitou um adequado progresso no tratamento dessas crianças com desvio fonológico, proporcionando uma expansão no inventário fonológico e uma diminuição de ocorrência de processos fonológicos apesar de haver diferenças na evolução de cada uma.

.
  Print:

 

All right reserved. Prohibited the reproduction of papers
without previous authorization of FORL © 1997- 2019