Title
Search
All Issues
92
Ano: 2012  Vol. 16   Num. Suppl. 1  - May
DOI: 10.7162/S1809-9777201200S1F-032
Print:
11º CONGRESSO DA FUNDAÇÃO OTORRINOLARINGOLOGIA - Oral Presentation Audiology
TextoTexto em Inglês
QUALIDADE VOCAL, TOSSE E ELEVAÇÃO LARÍNGEA DE PACIENTES SUBMETIDOS À ESOFAGECTOMIA
VOICE QUALITY, COUGH AND LARYNGEAL ELEVATION IN PATIENTS UNDERGOING ESOPHAGECTOMY
Author(s):
Alessandra Fernandes Duzac, Sabrina Cavalheiro Bordignon, Bruna Franciele da Trindade Gonçalves, Carla Aparecida Cielo, Renata Maconpes Rocha
Palavras-chave:
Resumo:

Objetivo: caracterizar a qualidade vocal, a elevação laríngea e a presença de tosse de pacientes submetidos à esofagectomia em hospital-escola. Material e método: pesquisa transversal observacional analítica, quantitativa e retrospectiva, em banco de dados de pacientes submetidos à esofagectomia e à avaliação fonoaudiológica do risco para disfagia em hospital-escola. Resultados: registro de quatro pacientes; todos do sexo masculino com idades de adulto de meia-idade, idoso e idoso de 80 anos ou mais. Quatro apresentaram disfonia ou afonia; três apresentaram elevação laríngea adequada e um elevação laríngea diminuída; dois apresentaram tosse reflexa e dois não apresentaram tosse. Conclusão: todos os pacientes do grupo analisado mostraram alteração da qualidade vocal, com disfonia ou afonia, elevação laríngea adequada e não houve diferença entre a presença ou ausência de tosse. Os achados apontam para a necessidade de investigar a questão vocal junto à avaliação da disfagia, haja vista que a presença de disfonia ou afonia pode sugerir falta de coaptação glótica, a qual interfere no mecanismo de proteção da via aérea na deglutição.

.
  Print:

 

All right reserved. Prohibited the reproduction of papers
without previous authorization of FORL © 1997- 2019