Title
Search
All Issues
99
Ano: 2012  Vol. 16   Num. Suppl. 1  - May
DOI: 10.7162/S1809-9777201200S1F-039
Print:
11º CONGRESSO DA FUNDAÇÃO OTORRINOLARINGOLOGIA - Oral Presentation Audiology
TextoTexto em Inglês
PREVALÊNCIA DE DISTÚRBIOS VOCAIS AUTODECLARADOS - DADOS PRELIMINARES DE ESTUDO POPULACIONAL
PREVALENCE OF SELF-DECLARED VOCAL DISORDERS - PRELIMINARY STUDY POPULATION DATA
Author(s):
Tássia do Carmo Santos Azarias, Vanessa de Oliveira Martins-Reis, Brasília Maria Chiari, Bárbara Niegia Garcia de Goulart
Palavras-chave:
Resumo:

Vanessa de Oliveira Martins-Reis, Brasília Maria Chiari, Bárbara Niegia Garcia de Goulart Introdução: A voz é parte relevante da identidade do sujeito, constituindo importante meio de expressão e relação com seus pares. Em estudo populacional com sujeitos potencialmente sem queixas, o uso de protocolos representa uma importante ferramenta para levantamento de distúrbios vocais autodeclarados, visto que capta a impressão que o indivíduo possui de sua própria voz. Objetivo: Verificar a prevalência de distúrbios vocais autodeclarados. Método: A partir de amostra populacional domiciliar, 399 sujeitos foram entrevistados por meio de protocolo previamente estruturado e validado sobre o histórico de saúde vocal. Resultados: A prevalência de alteração vocal na população estudada foi de 4,5% (IC95% 2,8-6,9). A prevalência de pessoas com história pregressa de alteração vocal foi de 6% para perda da voz ao falar e de 19,8% para rouquidão. Ter algum diagnóstico de alteração vocal atualmente foi de 0,5% e ter problemas vocais durante o trabalho ou quando fala de forma prolongada foi de 4%. Mulheres apresentaram sete vezes o risco de referir alteração de voz quando comparadas aos homens. Em relação à faixa etária, o presente estudo não apresentou associação significativa a uma faixa etária específica e alteração vocal. Conclusão: Os resultados deste estudo epidemiológico forneceram informações valiosas sobre a prevalência de alterações vocais e fatores de vulnerabilidade que contribuem para os distúrbios vocais na população em geral. Estes dados possuem potencial importante para subsidiar o planejamento de ações e formulação de políticas relacionadas à promoção e manutenção da saúde vocal.

.
  Print:

 

All right reserved. Prohibited the reproduction of papers
without previous authorization of FORL © 1997- 2019