Title
Search
All Issues
119
Ano: 2012  Vol. 16   Num. Suppl. 1  - May
DOI: 10.7162/S1809-977720120S1PC-017
Print:
XXXIX CONVENTUS SOCIETAS ORL LATINA - Poster
TextoTexto em Inglês
POTENCIAL EVOCADO AUDITIVO EM LACTENTES COM HEMORRAGIA PERI-INTRAVENTRICULAR
POTENTIAL EVOKED AUDITORY IN SUCKLES WITH HEMORRHAGE PERI-INTRAVENTRICULAR
Author(s):
Daniela Polo Camargo da Silva, Jair Cortez Montovani
Palavras-chave:
Resumo:

Objetivo: Relatar os achados eletrofisiológicos em lactentes com hemorragia peri-intraventricular. Metodologia: Lactentes com hemorragia peri-intraventricular realizaram exame de emissões otoacústicas evocadas transientes (EOET) e potencial evocado auditivo de tronco encefálico (PEATE). Resultados: Foram avaliados 36 lactentes, sendo 15 do sexo masculino e 21 do feminino. A idade média da casuística foi de 2,55 meses e peso médio de 1400g. A maioria naceu prematuro (92%) e os que nasceram a termo (8%) tiveram hipóxia neonatal. Na avaliação por meio das EOET, encontramos presença de resposta em 100% das orelhas avaliadas. No PEATE encontramos valores médios de latências absolutas na orelha direita de 1,42 ms para a onda I; 4,04 ms para a onda III e 6,27 ms para a onda V, na orelha esquerda de 1,42 ms para a onda I; 4,04 ms para a onda III e 6,28 ms para a onda V. Para as latências interpicos à direita encontramos valores médios de 2,62 para I - III, 2,23 para III - V e 4,85 para I - V, na orelha esquerda encontramos valores médios de 2,62 para I - III, 2,23 para III - V e 4,85 para I - V. Conclusão: Apesar da hemorragia peri-intraventricular ser um evento frequente no neonato prematuro e trazer consequências neurológicas, os achados eletrofisiológicos foram dentro dos padrões de normalidade para a faixa etária estudada, porém ressaltamos a importância do acompanhamento do desenvolvimento da audição para verificar possíveis sequelas com o aumento da idade.

.
  Print:

 

All right reserved. Prohibited the reproduction of papers
without previous authorization of FORL © 1997- 2019