Title
Search
All Issues
16
Ano: 2011  Vol. 15   Num. 3  - Jul/Set
DOI: 10.1590/S1809-48722011000300016
Print:
Review Article
Versão em PDF PDF em Português Versão em PDF PDF em Ingls TextoTexto em Ingls
Resultados a longo prazo com o uso do implante coclear em crianas: Reviso sistemtica
Long-term results by using cochlear Implants on children: Systematic review
Author(s):
Lige Franzini Tanamati1, Orozimbo Alves Costa2, Maria Cecilia Bevilacqua3
Palavras-chave:
implante coclear, avaliao de resultados (cuidados de sade), seguimentos.
Resumo:

Introduo: Os benefcios do Implante coclear (IC) nos primeiros anos de uso em crianas j foram detalhadamente descritos na literatura. Porm, so escassos os estudos que relatam os resultados aps longos perodos de uso do dispositivo. Objetivo: Revisar a evidncia disponvel na literatura para responder ao questionamento: "O Implante Coclear contribuiu de modo efetivo para o desenvolvimento das habilidades comunicativas em adolescentes e adultos jovens que cresceram usando este dispositivo?". Mtodo: Para responder ao questionamento proposto, foi realizada a reviso sistemtica da literatura. Diversas bases de dados eletrnicas e anais de congressos foram selecionados para localizar a evidncia referente aos resultados do uso prolongado do IC. Os ttulos potencialmente relevantes para responder ao objetivo da reviso sistemtica foram recuperados e revisados usando um protocolo de anlise dos dados. Para cada artigo includo na presente reviso sistemtica foi realizada a resenha em uma ficha protocolar e a classificao segundo o nvel de evidncia e grau de recomendao. Sntese dos Dados: Quinze estudos contemplaram os critrios e foram includos na reviso sistemtica. Os resultados descritos mostraram que a primeira gerao de crianas implantadas alcanou nveis de competncia lingustica e acadmica similares aos indivduos com audio normal da mesma idade. Comentrios Finais: O IC foi contribuiu de maneira efetiva para o desenvolvimento de habilidades comunicativas funcionais em adolescentes e jovens adultos que cresceram usando o dispositivo eletrnico.

INTRODUO

Em 1990, o FDA (Food and Drug Admnistration) aprovou a realizao do Implante Coclear (IC) em crianas a partir dos dois anos de idade (1). Desde ento, paralelamente ao cenrio de expanso dos critrios de indicao do IC na populao peditrica e ao desenvolvimento tecnolgico aplicado na fabricao dos dispositivos, um nmero crescente de crianas tem sido implantada, e com isso, pesquisas e estudos clnicos contnuos so conduzidos no sentido de mensurar os resultados proporcionados pelo IC, especialmente, em funo das caractersticas de cada usurio e do tempo de uso do dispositivo.

O IC considerado o recurso tecnolgico mais efetivo para o tratamento da deficincia auditiva pr-lingual neurossensorial de grau severo a profundo disponvel atualmente. Trata-se de uma interveno cujos efeitos e resultados para as habilidades comunicativas em crianas so obtidos ao longo dos anos (2).

Resultados a curto prazo, mensurados durante os primeiros anos de uso do IC em crianas com deficincia auditiva pr-lingual, tm sido detalhadamente descritos na literatura. De maneira geral, os resultados destes estudos demonstraram benefcios inquestionveis com o uso do IC, sejam eles no mbito da linguagem receptiva ou expressiva, no processo de aprendizado acadmico ou nas reas afetiva, social e emocional. No entanto, apesar de haver um consenso, principalmente no que diz respeito melhora na percepo dos sons ambientais, na fala, bem como em outras reas do desenvolvimento lingustico, h concordncia entre os estudos conduzidos nos primeiros anos de uso do IC quanto existncia de variabilidade de resultados observados nas crianas implantadas. Diversos fatores descritos na literatura, tais como, a etiologia, a idade na implantao, a presena de audio residual, a reabilitao auditiva, a participao familiar no processo teraputico, podem potencialmente contribuir para a variabilidade no desempenho das crianas usurias de IC (3,4,5).

Porm, no se sabe ao certo se esta variabilidade nos resultados obtidos em crianas com pouco tempo de uso do dispositivo permanecer aps o uso do IC a mdio e a longo prazo, nem tampouco, se benefcios satisfatrios sero alcanados pelos usurios de IC aps muitos anos de uso do dispositivo, tendo como referncia seus pares com audio normal. Escassos so os estudos que realizaram a avaliao dos resultados aps 7 anos de uso (6).

No decorrer do uso do dispositivo de IC e do processo teraputico, as famlias e os profissionais que trabalham com as crianas implantadas podem se deparar com situaes e resultados inusitados, permeados por dvidas e at insatisfaes. Nem todas as crianas implantadas so capazes de alcanar os resultados esperados pela famlia nos primeiros anos de uso do dispositivo. Diversos fatores podem interferir neste processo de aquisio das habilidades auditivas e de linguagem por meio do IC, e por fim, acarretar um atraso na aquisio destas habilidades e, em certos casos, na impossibilidade da criana alcanar nveis de habilidades comunicativas apropriadas para a idade (7).

Alm disso, a evoluo das habilidades de audio e de linguagem oral e o ritmo do desenvolvimento destas habilidades no so os mesmos para todas as crianas (8,9,10,11). At que nvel de habilidade comunicativa a criana ir alcanar e, em quanto tempo ir ocorrer, ou ainda, se as crianas implantadas em idades maiores conseguiro, ao longo do tempo, alcanar os mesmos resultados das crianas implantadas em idades menores, so questionamentos cujas respostas no so obtidas logo nos primeiros anos de uso do dispositivo pela criana (12).

Outro fator importante a ser considerado em relao importncia dos estudos a longo prazo, diz respeito s informaes relacionadas funcionalidade do dispositivo e as possveis intercorrncias aps anos de uso. Durante o processo de deciso pela cirurgia, bem como de escolha do modelo e da marca do IC, informaes sobre a integridade dos dispositivos provindos de dados histricos ou por meio de avaliaes mais atuais so fundamentais e devem ser fornecidas em um formato transparente, padronizado e de fcil compreenso, de maneira a auxiliar os profissionais envolvidos no aconselhamento, os candidatos ao IC e os membros da famlia (13).

Os estudos com crianas aps longos perodos de uso do IC representam uma maneira de nortear os profissionais e as famlias tanto no que se refere ao processo teraputico e ao aconselhamento sobre as expectativas como tambm no sentido de melhor compreender os fatores envolvidos nos processos de desenvolvimento das habilidades comunicativas, acadmicas e ocupacionais de crianas que crescero usando o IC. medida que verificam as principais dificuldades no supridas ao longo do tempo, podem nortear os profissionais a realizarem uma interveno teraputica anterior, de modo a contribuir para maior adaptao a sociedade (6,14,15,16).

Considerando a importncia dos estudos a longo prazo com as crianas usurias de IC, o objetivo deste artigo foi verificar se, aps vrios anos de uso do IC, foram obtidos desfechos satisfatrios no que se refere s habilidades comunicativas de adolescentes e jovens adultos que cresceram usando o dispositivo eletrnico. A reviso sistemtica da literatura foi conduzida no intuito de reunir a evidncia cientfica disponvel na literatura para responder ao questionamento clnico. Este trabalho foi aprovado pela Comisso de tica para Anlise de Projetos de Pesquisa - CAPPesq com o protocolo de pesquisa no. 0685/08.


METODOLOGIA DA REVISO
SISTEMTICA DA LITERATURA


Um dos itens fundamentais a metodologia da reviso sistemtica a formulao da pergunta da pesquisa. Considerando o objetivo da reviso sistemtica do presente estudo, a pergunta formulada foi: O Implante Coclear contribuiu de modo efetivo para o desenvolvimento das habilidades comunicativas em adolescentes e adultos jovens que cresceram usando este dispositivo?"

Critrios de seleo dos estudos

Nesta etapa, aps a formulao da pergunta, a busca de evidncia teve incio com a determinao dos critrios de seleo dos estudos primrios. A partir destes critrios, espera-se que todos os artigos importantes ou que possam ter algum impacto na concluso da reviso sistemtica sejam encontrados e includos (17).

1. Tipos de Estudos

Foram selecionados para a anlise, os estudos publicados nos ltimos dez anos, ou seja, entre 2000 e 2010, nos idiomas: ingls, espanhol ou portugus. Quanto ao nvel de evidncia cientfica, devido a escassez de estudos com nvel de evidncia 1 e 2 na rea de Audiologia, tambm foram selecionados para a reviso sistemtica do presente estudo, os artigos com nvel de evidncia 3, 4 e 5 (18). A Tabela 1 mostra os nveis de evidncia cientfica, adaptados por COX (19) para a rea de Audiologia.

2. Participantes

Uma vez que o objetivo da presente reviso sistemtica foi avaliar os resultados a longo prazo do IC realizado em crianas, o principal critrio de incluso referente ao tempo de uso do dispositivo contemplou os estudos conduzidos com adolescentes ou jovens adultos com, no mnimo, sete anos de uso. No que se refere idade na cirurgia e a poca de instalao da deficincia auditiva, os estudos com grupos de deficientes auditivos pr-linguais que realizaram a cirurgia na adolescncia ou na fase adulta no foram aceitos dentro dos critrios de incluso. Estudos com grupo de adultos com deficincia auditiva ps-lingual tambm foram excludos.

3. Interveno

A metodologia e os testes empregados nos estudos com o objetivo de avaliar o desempenho dos usurios de IC no foram considerados critrios de excluso. Foram selecionados os estudos cuja interveno tenha sido realizada em um grupo de usurios com mais de 7 anos de uso do IC, respeitando os demais critrios de seleo relacionados aos participantes.

4. Desfechos clnicos

Para a avaliao da efetividade do dispositivo de Implante coclear aps anos de uso, os desfechos clnicos considerados relevantes pergunta da presente reviso sistemtica incluram as seguintes categorias de interesse: resultados expressos em porcentagem de acertos nos testes de percepo e de inteligibilidade da fala, resultados expressos por meio da classificao de escalas do desenvolvimento das habilidades auditivas, de linguagem e de inteligibilidade da fala e descrio da situao acadmica e/ou profissional e do uso do dispositivo.

Localizao dos estudos

1. Descritores

Os descritores ou as palavras-chave utilizados para localizao dos estudos relevantes para responder a pergunta formulada na presente reviso sistemtica constam na Tabela 2.

2. Estratgia de busca

A estratgia de busca a sintaxe da estratgia usada para o levantamento bibliogrfico nas bases de dados. Para o presente estudo, foi elaborada uma estratgia de busca especifica, empregando os descritores em grupos, com no mnimo, duas palavras-chave: cochlear implantation AND child OR adolescent OR young adult ; cochlear implantation AND follow-up studies OR Outcomes. Termos adicionais tambm foram utilizados: cochlear implantation AND speech perception OR speech intelligibility OR language OR educational status.

3. Fontes de estudo

Para o levantamento bibliogrfico dos possveis artigos a serem includos na reviso sistemtica, as seguintes fontes de pesquisa foram consultadas:

-Bases eletrnicas de dados: A busca por estudos primrios foi ento realizada nas bases eletrnicas de dados: Lilacs, Medline, Scielo, Cochrane Library, Pubmed, Embase, Institute for Scientific Information (ISI) e Science Direct. A ltima busca manual realizada nas bases eletrnicas de dados ocorreu em setembro/2010. Aps esta data, o servio de "alerta eletrnico", disponvel nas bases de dados, foi acionado.

-Anais de Congressos Nacionais: no pas, destaca-se por seu histrico e por sua importncia no cenrio cientfico nacional, o Encontro Internacional de Audiologia (EIA). At o ano de 2008, a busca foi realizada de maneira manual, nos anais impressos do evento. Aps 2008, os anais dos eventos, disponveis no site
http://www.audiologiabrasil.org.br, foram acessados.

-Outras bases de dados: considerando a importncia de se realizar o levantamento bibliogrfico para a reviso sistemtica em diferentes tipos de bases de dados, a busca em sites especficos de dissertaes e teses (nacionais e internacionais) foi realizada nos bancos de informaes digitais: Digital Dissertation Abstracts, Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertaes, Biblioteca Digital de Teses e Dissertaes da USP.

Identificao, seleo, extrao dos dados e incluso dos estudos

A partir da aplicao da estratgia de busca contendo os descritores definidos, foi realizada a identificao dos ttulos nas diferentes bases eletrnicas de dados.

No intuito de no correr o risco de excluir estudos importantes para a reviso, aps reunio de consenso, dois revisores selecionaram todos os ttulos identificados, acompanhados ou no do resumo, potencialmente relevantes ao objeto de estudo. Aps a seleo dos ttulos relevantes realizou-se a recuperao dos artigos na ntegra e avaliao de cada artigo mediante protocolo contendo os tpicos: tipo de estudo, participantes, interveno adotada, desfechos encontrados.

Os estudos includos contemplaram os critrios de elegibilidade definidos no incio do protocolo metodolgico da presente reviso, no sentido de responderem pergunta que norteia esta reviso sistemtica. Os principais dados de cada artigo recuperado foram detalhadamente coletados por meio de uma ficha protocolar padronizada para o presente estudo.

Anlise e apresentao dos dados

Na presente reviso sistemtica, aps o preenchimento da ficha protocolar contendo as informaes detalhadas de cada artigo, os artigos foram ento classificados quanto: qualidade da evidncia (Tabela 3) e ao nvel de evidncia cientfica (Tabela 1), adaptados por COX (19) para a rea de Audiologia.

No que se refere apresentao dos dados, as informaes relevantes de cada artigo, bem como, a classificao quanto ao grau de recomendao foram reunidos em tabelas para facilitar a consulta e o acesso durante a apresentao e discusso dos resultados.


RESULTADOS DA
REVISO DA LITERATURA


Quanto a seleo dos estudos potencialmente relevantes para a reviso sistemtica

1. Resultados nas bases eletrnicas de dados:

A partir da estratgia de busca nas diferentes bases eletrnicas de dados, foram identificados 282 ttulos, com ou sem resumo, potencialmente relevantes para o objeto de estudo da presente reviso sistemtica. Os ttulos identificados em cada uma das bases de dados esto descritos na Tabela 4.

Dentre os 282 ttulos, 82 apareceram em mais de um banco eletrnico de dados. Os 197 ttulos duplicados foram descartados, restando um total de 85 ttulos potencialmente relevantes a reviso sistemtica.

2. Resultados em Anais de Congressos

A partir do levantamento manual e digital referente aos anais do Encontro Internacional de Audiologia realizados entre 1985 a 2010 no foram encontrados estudos potencialmente relevantes a presente reviso sistemtica.

3. Resultados em outras bases de dados

Alm da busca na base eletrnica de dados por artigos cientficos, a pesquisa bibliogrfica nas bases digitais de dissertaes e teses tambm foi conduzida. A partir desta busca, foram selecionadas duas teses, encontradas no "Digital Dissertation Abstracts".

Quanto anlise dos estudos selecionados:

1. Bases eletrnicas de dados

Dentre os 85 ttulos selecionados para recuperao dos artigos, somente um no pode ser recuperado, por no estar disponvel para o acesso eletrnico no pas. (Svirsky et al., 2007. "The effects of age at implantation on speech intelligibility in pediatric cochlear implant users: Clinical outcomes and sensitive periods."). Por esta razo, no total, foram recuperados 84 artigos.

Aps leitura dos artigos completos, apenas 15 contemplaram os critrios de elegibilidade deste estudo e foram includos na reviso sistemtica da literatura. Sessenta e nove artigos no foram includos por apresentarem um ou mais fatores de excluso. A Tabela 5 apresenta os critrios que levaram a excluso dos artigos recuperados e em quantos artigos o critrio de excluso ocorreu.

As referncias completas dos 15 artigos includos na reviso sistemtica e os principais resultados coletados a partir da ficha protocolar constam descritos nas Tabelas 6 e 7, respectivamente.

2. Outras bases de dados:

Duas teses encontradas no "Digital Dissertation Abstracts" foram selecionadas para anlise por apresentarem ttulos potencialmente relevantes ao objeto de estudo da presente reviso sistemtica: "The experience of adolescents with cochlear implants" (KOPS KE, 2003) e "Perception and production of speech intonation in pediatric cochlear implant recipients and children with normal hearing" (PENG SC, 2005).

Porm, ambas foram excludas aps avaliao detalhada do trabalho por no contemplarem os critrios de seleo da presente reviso sistemtica quanto ao objeto de estudo, ao tempo de uso do IC, a idade na cirurgia e a poca de instalao da deficincia auditiva.


















DISCUSSO

Considerando a importncia em conhecer os resultados obtidos a mdio e a longo prazo e a escassez deste tipo de estudo com a populao pediatria usuria de IC, o objetivo deste trabalho foi verificar, por meio da reviso sistemtica da literatura, a efetividade do IC para o desenvolvimento das habilidades comunicativas de adolescentes e jovens adultos que cresceram usando o dispositivo eletrnico.

Um nmero predominante de estudos na literatura avaliou os usurios durante, no mximo, seis anos de uso do dispositivo. Ao final do levantamento bibliogrfico, apenas um grupo de 15 artigos, sendo todos estudos primrios, foram selecionados para apreciao, por contemplaram os critrios de incluso para responder a pergunta da presente reviso sistemtica. Dentre os artigos includos, 8 eram estudos prospectivos, 2 retrospectivos, 4 transversais e 1 estudo de caso longitudinal. Os estudos apresentaram grau de recomendao C e D.

O primeiro estudo avaliando os benefcios do IC a longo prazo em crianas foi realizado por TYLER (2000). Na poca, somente estudos com crianas implantadas durante cinco anos aps a cirurgia havia sido conduzidos. O autor verificou as possveis variveis que poderiam contribuir para os diferentes nveis de benficos proporcionados pelo IC para o desenvolvimento das habilidades auditivas durante os sete primeiros anos de uso do dispositivo. A partir de ento, outros estudos a longo prazo foram conduzidos na literatura internacional. No entanto, considerando que o FDA aprovou a indicao do IC em crianas a partir de dois anos de idade, no ano de 2010, completando 20 anos do incio das cirurgias em crianas, era esperada a publicao de um nmero maior de artigos abordando os resultados a longo prazo do dispositivo de IC na populao peditrica. Segundo BEADLE et al. (2005), possveis justificativas para o nmero ainda escasso de estudos deste tipo deve-se problemtica metodolgica e a forma de apresentao dos resultados mensurados.

Omisso dos dados demogrficos ou dos resultados das avaliaes para cada usurio, no padronizao dos protocolos e medotologia empregada na aplicao dos testes, omisso dos usurios com resultados ruins, agrupamento dos usurios em funo de diferentes variveis, problemas com o design do estudo e inadequado follow-up, so alguns dos problemas mais comuns encontrados nos estudos avaliando os usurios de IC ao longo do tempo (WALTZMAN et al. 2002; BEADLE et al., 2005; VENAIL et al., 2010).

Outro aspecto negativo que nem todos os estudos abordaram todas as reas de interesse no acompanhamento dos usurios, tais como, o desenvolvimento das habilidades auditivas, de linguagem oral, a situao acadmica e ocupacional.

Na presente reviso sistemtica, apenas dois estudos (BEADLE et al., 2005 e UZIEL et al., 2007) abordaram todos os tpicos dentre as reas de interesse. A maioria dos estudos abordou apenas uma rea de interesse, sendo que seis estudos avaliaram somente as habilidades auditivas (TYLER,2000; WALZMAN et al., 2002; MANRIQUE et al., 2004; HAELSEN et al., 2005; GEERS et al., 2008; DAVIDSON et al., 2010; SAID et al., 2010), trs estudos analisaram apenas a inteligibilidade de fala (PENG et al., 2004, CONNOR, 2006; HABIB et al., 2010) e a situao acadmica e ocupacional foi estudada pelo estudo de VENAIL et al. (2010). reas combinadas, habilidades auditivas/inteligibilidade de fala e habilidades auditivas/situao acadmica foram avaliadas em dois estudos, realizados por COLLETTI (2009) e SPENCER et al. (2004), respectivamente.

Quanto aos procedimentos utilizados, os estudos que avaliaram especificamente as habilidades auditivas aplicaram testes de reconhecimento de palavras monosslabas, sentenas no silncio/rudo e escala de habilidades auditivas (TYLER,2000; WALZMAN et al., 2002; MANRIQUE et al., 2004; SPENCER et al., 2004; BEADLE et al., 2005; HAELSEN et al., 2005; UZIEL et al., 2007; GEERS et al., 2008; COLLETTI, 2009; DAVIDSON et al., 2010; SAID et al., 2010). Os estudos no idioma espanhol e portugus utilizaram tambm listas de palavras disslabas (MANRIQUE et al., 2004; SAID et al., 2010). Apesar das variveis metodolgicas aplicadas, foi possvel observar que a maioria dos participantes destes estudos alcanou nveis complexos de habilidades auditivas. Consequentemente, a maioria dos usurios de IC foi capaz de reconhecer a fala sem o auxlio da leitura orofacial e, portanto, conseguiu concluir os procedimentos de avaliao da percepo da fala em conjunto aberto.

Ainda em relao avaliao das habilidades auditivas, apenas dois estudos realizados por UZIEL et al. (2007) e DAVIDSON et al., (2010) mensuraram o reconhecimento de sentenas na presena de rudo (relao S/R +10 dB). Considerando a relevncia que a avaliao da percepo da fala na condio de rudo exerce dentro da avaliao dos benefcios e limitaes do uso dos dispositivos eletrnicos (DUNCAN e AARTS, 2006) e, devido ao fato de um nmero considervel de usurios ter alcanado nveis de habilidades auditivas necessrios para o reconhecimento da fala, alcanando um plat nos testes realizados no silncio, era esperado que um nmero maior de estudos com a realizao de testes de percepo de fala com a apresentao de rudo competitivo.

Seis estudos avaliaram a inteligibilidade de fala aps, no mnimo, 7 anos de uso do IC. Novamente, os estudos utilizaram diferentes metodologias. Dentre eles, trs utilizaram a escala "Speech Intelligibility Rating" - SIR (BEADLE et al., 2005; UZIEL et al., 2007; COLLETTI, 2009), um estudo utilizou somente o mtodo da transcrio (CONNOR, 2006) e dois estudos mensuraram a inteligibilidade da fala pelo mtodo da transcrio juntamente com uma escala de inteligibilidade de cinco nveis (PENG et al., 2004; HABIB et al., 2010). Houve grande variabilidade nos resultados obtidos por meio do mtodo da transcrio, sendo que as porcentagens, mnima e mxima, obtidas pelo mtodo da transcrio variaram entre 5.5% a 100%.

Apesar da variabilidade quanto inteligibilidade dos usurios de IC, a maioria dos participantes alcanou nveis satisfatrios nas escalas de inteligibilidade. Os resultados sugerem que aps 7 anos de uso do IC, a mensagem transmitida oralmente pela maioria das crianas que cresceu usando o dispositivo pode ser compreendida por ouvintes sem experincia com a fala de portadores de deficincia auditiva. No entanto, nem todos os usurios, mesmo aps 10 anos de uso do dispositivo, no conseguiram alcanar resultados satisfatrios em transmitir o contedo da mensagem por meio da linguagem oral (PENG et al., 2004; UZIEL et al., 2007; HABIB et al., 2010).

Em relao aos resultados acadmicos e ocupacionais, os estudos coletaram as informaes por meio da entrevista com o usurio e/ou familiar. Em geral, as caractersticas levantadas pelos autores mostraram que a insero das crianas em escolas regulares foi aumentando com o tempo de uso do IC e que os usurios alcanaram nveis educacionais satisfatrios. Alguns autores observaram uma tendncia dos usurios em acompanhar o padro acadmico apresentado pelos seus pais (SPENCER et al., 2004). Apesar da maioria dos participantes frequentar escola regular ou universidade, houve atraso na aquisio das habilidades acadmicas e foram registrados episdios de repetncia escolar, principalmente no ensino intermedirio/mdio (SPENCER et al., 2004; GEERS et al., 2008; VENAIL et al., 2010).

Houve diferenas importantes entre os estudos relacionadas ao ritmo de desenvolvimento das habilidades comunicativas, aparecimento de plats no desenvolvimento, bem como variabilidade nos resultados obtidos na ltima avaliao. Tal variabilidade foi demonstrada em todas as reas avaliadas pelos estudos os autores atriburam os resultados desta variabilidade, em parte, a existncia de determinados fatores.

Presena de audio residual nas frequncias graves e compreenso de fala antes da cirurgia de IC foram os fatores associados aos melhores resultados obtidos aps anos de uso do IC para TYLER (2000) e WALTZMAN et al. (2002). O tempo de privao sensorial e a idade na implantao foram as variveis de maior consenso entre os estudos no que diz respeito aos preditores de sucesso para os usurios de IC. Menor idade na implantao, considerando, especificamente, a faixa etria at dois anos de idade, juntamente com o uso de comunicao oral foram relacionadas ao melhor ritmo de aquisio das habilidades, aos melhores resultados de percepo e de inteligibilidade da fala aps longos anos de uso e a tendncia de maior proximidade aos resultados obtidos em indivduos ouvintes. Ao contrrio, os piores resultados em todas as reas avaliadas foram obtidos em usurios com maior privao sensorial (TYLER 2000; WALTZMAN et al., 2002; MANRIQUE et al., 2004; PENG et al., 2004; SPENCER et al., 2004; GEERS et al., 2008; COLLETTI, 2009; HABIB et al., 2010; SAID et al., 2010; VENAIL et al., 2010).

A partir destes resultados, os autores salientaram a importncia da realizao do IC precocemente, de modo a evitar os perodos de privao sensorial. Os resultados a longo prazo com usurios de IC implantados em diferentes faixas etrias sugerem que, mesmo aps anos de uso do dispositivo, as crianas submetidas tardiamente ao IC podem no conseguir alcanar os mesmos resultados das crianas implantadas em idades menores (TYLER, 2000; WALTZMAN et al., 2002; MANRIQUE et al., 2004; SPENCER et al., 2004; GEERS et al., 2008; COLLETTI, 2009; VENAIL et al., 2010).

Todos os diferentes modelos de dispositivos avaliados proporcionaram benefcios a longo prazo para seus usurios e a diferena entre eles no foi estatisticamente significativa (SAID et al., 2010). No entanto, o uso de diferentes e mais modernas estratgias de codificao de fala foi um aspecto importante discutido em alguns estudos e que contribuiu de modo significativo para a obteno de melhores resultados tanto nos testes de avaliao das habilidades auditivas, como da inteligibilidade da fala (PENG et al., 2004; DAVIDSON et al., 2010 e SAID et al., 2010).

Os resultados dos estudos tambm foram positivos quanto ao quesito integridade e funcionamento do dispositivo a longo prazo, mesmo ao longo de dez anos de uso. Segundo os autores, mesmo havendo a necessidade de reoperao, os usurios no apresentaram piora na percepo auditiva aps a reimplantao. Dos trs estudos que descreveram a ocorrncia de falhas no dispositivo interno, houve a necessidade de reimplantao em 9 casos no estudo de WALTZMAN et al. (2002), 8 casos no estudo de BEADLE et al. (2005) e 11 casos no artigo de UZIEL et al. (2007).












CONSIDERAES FINAIS

Aps o levantamento bibliogrfico e anlise da evidncia cientfica encontrada a partir dos estudos includos nesta reviso sistemtica da literatura foi possvel concluir que existiu um consenso entre os autores dos estudos includos na presente reviso sistemtica quanto s concluses a respeito dos benefcios em funo do tempo de uso do IC.

Os resultados apresentados sugeriram que o uso a longo prazo do IC proporcionou, a primeira gerao de crianas usurias de IC, significativo progresso e nveis de competncia lingustica e acadmica similares aos indivduos com audio normal da mesma idade. Alm, da contribuio do IC para os diversos aspectos inerentes ao processo de desenvolvimento das habilidades comunicativas e acadmicas e a melhora na qualidade de vida, os resultados dos estudos revelaram a efetividade funcional do IC, consolidando-o como um dispositivo de considervel confiabilidade e durabilidade, mesmo ao longo de dez anos de uso.

Entretanto, houve certa variabilidade nos resultados obtidos aps um perodo superior a 7 anos de uso do IC. Para alguns autores, o maior tempo de privao sensorial e o uso de dispositivos menos avanados tecnologicamente encontrados na primeira gerao de crianas implantadas podem ter contribudo de maneira determinante para a existncia desta variabilidade.

Estudos a longo prazo com as geraes subsequentes de crianas usurias de IC so necessrios. Espera-se que a nova gerao de usurios de Implante coclear, a qual foi submetida ao procedimento cirrgico em idades menores e com dispositivos com recursos tecnolgicos mais avanados, possa alcanar resultados ainda melhores com o tempo de uso do dispositivo.


REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS

1. Chin SB, Tsai PL, Gao S. Connected speech intelligibility of children with cochlear implants and children with normal hearing. Am J Speech Lang Pathol. 2003, 12(4):440-51.

2. Archbold S, O'Donoghue GM. Ensuring the long-term use of cochlear implants in children: the importance of engaging local resources and expertise. Ear Hear. 2007, 28(2):3S-6S.

3. Richter B, Eissele S, Laszig R, Lhle E. Receptive and expressive language skills of 106 children with a minimum of 2 years experience in hearing with a cochlear implant. Int J Pediatr Otorhinolaryngol. 2002, 64(2):111-25.

4. Calmels MN, Saliba I, Wanna G, et al. Speech perception and speech intelligibility in children after cochlear implantation. Int J Pediatr otorhinolaryngol. 2004, 68:347-51.

5. Artires F, Vieu A, Mondain M, Uziel A, Venail F. Impact of early cochlear implantation on the linguistic development of the deaf child. Otol Neurotol. 2009, 30:736-42.

6. Archbold AM, Nikolopoulos TP, Lloyd-Richmond H. Long term use of cochlear implant system in paediatric recipients and factors contributing to non-use. Cochlear Imp Inter. 2009, 10(1):25-40.

7. Nicolas JG e Geers AE. Will they catch up? The role of age at cochlear implantation in the spoken language development of children with severe to profound hearing loss. J Speech Lang Hear Res. 2007, 50:1048-62.

8. Gordon KA, Daya H, Harrison RV, Papsin BC. Factors contributing to limited open-set speech perception in children who use a cochlear implant. Int J Pediatr Otorhinolaryngol. 2000, 56(2):101-11.

9. Robbins AM, Koch DB, Osberger MA, Zimmerman-Phillips S, Kishon-Rabin L. Effect of age at cochlear implantation on auditory skill development in infants and toddlers. Arch Otolaryngol Head Neck Surg. 2004, 130:570-78.

10. Eisenberg LS, Johnson KC, Martinez AS, Cokely CG, Tobey EA, Quittner AL, Fink NE, Wang NY, Niparko JK. CDaCI Investgative Team. Speech recognition at 1-year follow-up in the childhood development after cochlear implantation study: Methods and preliminary findings. Audiol Neurootol. 2006, 11(4):259-68.

11. Wie OB, Falkenberg ES, Tvete O, Tomblin B. Children with a cochlear implant: characteristics and determinants of speech recognition, speech-recognition growth rate, and speech production. Int J Audiol. 2007, 46(5):232-43.

12. Tomblin JB, Peng S, Spencer LJ, Lu N. Long-term trajectories of the development of speech sound production in pediatric cochlear implant recipients. J Speech Language Hearing Research. 2008, 51: 1353-68.

13. Battmer RD, Linz B, Lenarz T. A review of device failure in more than 23 years of clinical experience of a cochlear implant program with more than 3.400 implantees. Otol Neurotol. 2009, 30(4):455-63.

14. Wang NM, Huang TS, Wu CM, Kirk KI. Pediatric cochlear implantation in Taiwan: Long-term communication outcomes. Int J Pediatr Otorhinolaryngol. 2007, 71(11):1775-82.

15. Huber M, Wolfgang H, Klaus A. Education and training of young people who grew up with cochlear implants. Int J Pediatr Otorhinolaryngol. 2008, 72(9):1393-403.

16. Kaplan DM e Puterman M. Pediatric Cochlear Implants in prelingual deafness: medium and long-term outcomes.IMAJ. 2010, 12:107-9.

17. Sampaio RF e Mancini MC. Estudos de Reviso Sistemtica: Um guia para sntese criteriosa da evidncia cientfica. Rev Bras Fisiot. 2007, 11(1):83-9.

18. Mendes TM, Alvarenga KF. Capacitao de profissionais da sade na rea de sade auditiva: reviso sistemtica. Rev Soc Bras Fonoaudiol. 2009, 14(2):280-6.

19. Cox RM. Waiting for evidence-based practice for your hearing aid fittings? Its here! The Hearing Journal. 2004, 57(8):10-7.









1) Doutoranda em Fisiopatologia dos Distrbios da Comunicao da Faculdade de Medicina da Universidade de So Paulo - FMUSP. Fonoaudiloga do Ncleo do Ouvido Binico do Hospital Samaritano de So Paulo.
2) Professor Titular da Universidade de So Paulo. Coordenador do Ncleo do Ouvido Binico do Hospital Samaritano de So Paulo.
3) Professora Titular da Universidade de So Paulo. Coordenadora do Centro de Pesquisas Audiolgicas do Hospital de Reabilitao de Anomalias Craniofaciais e Coordenadora do Ncleo do Ouvido Binico do Hospital Samaritano de So Paulo.

Instituio: Faculdade de Medicina da Universidade de So Paulo - FMUSP. So Paulo / SP - Brasil. Endereo para correspondncia: Lige Franzini Tanamati - Rua Cincinato Braga, 59. Conjunto 5d1 -Bairro: Paraso - So Paulo / SP - Brasil - CEP: 01333-011 - Telefone: (+55 11) 3288-4186 / 3262-0675 - E-mail 1: liegeft@hotmail.com E-mail 2: liege_tanamati@yahoo.com.br E-mail 3: liegeft@usp.br

Artigo recebido em 19 de Janeiro de 2011. Artigo aprovado em 9 de Maro de 2011.
  Print:

 

All right reserved. Prohibited the reproduction of papers
without previous authorization of FORL © 1997- 2024