Title
Search
All Issues
1
Ano: 2002  Vol. 6   Num. 2  - Abr/Jun Print:
Editorial
Editorial
Author(s):
Dra. Tanit Ganz Sanchez,
Dr. Olavo Mion,
Prof. Dr. Ricardo Ferreira Bento,
Prof. Dr. Aroldo Miniti
Palavras-chave:
Caros colegas:

A pesquisa cientfica vem recebendo especial ateno e importncia aps a conscientizao generalizada de seu papel como verdadeiro motor de desenvolvimento. De um modo geral, os pases com maior ndice de desenvolvimento so aqueles que mais investem em pesquisa. Independente de ter origem pblica ou privada e de ser financiada por uma ou mais fontes de auxlio, o fator preponderante de qualquer pesquisa a sua qualidade cientfica.

Dentre todos os campos de pesquisa, a rea mdica tem um papel de impacto indiscutvel, uma vez que tem a responsabilidade de averiguar inmeros aspectos de epidemiologia, fisiopatologia, diagnstico, tratamento e reabilitao de vrias doenas, assim como de propor mtodos de preveno das mesmas ou de novas doenas. Dentre as reas mdicas, a otorrinolaringologia est em franca expanso nos ltimos dez anos, o que faz de nossa especialidade um campo riqussimo para o desenvolvimento de novos estudos cientficos. Entretanto, necessrio que as universidades comecem a dar mais valor ao ensino de metodologia cientfica a seus alunos de graduao e ps-graduao.

Atualmente, para os profissionais que almejam seguir carreira acadmica, aprender a fazer pesquisa to importante quanto aprender a desenvolver uma boa relao mdico-paciente ou uma boa destreza cirrgica. Todos esses conhecimentos se complementam. Na verdade, aprender e desenvolver pesquisas em nome de determinada instituio uma maneira de reconhecimento dessa instituio pelo seu papel formativo na carreira do profissional. Os demais aprendizados, apesar de fundamentais para qualquer indivduo, so muito mais proveitosos para o profissional em si do que para a instituio que o formou.

Portanto, apesar da otorrinolaringologia ser uma especialidade eminentemente cirrgica, o estmulo de desenvolvimento de uma massa crtica de pesquisadores dentro da nossa rea de conhecimento deveria ser mais valorizado. Isso poderia ser um exemplo de simbiose perfeita, onde todos os lados saem ganhando: a instituio consegue divulgar seus dados de maneira confivel em revistas de impacto na sociedade nacional e/ou internacional; os profissionais envolvidos tm as mesmas vantagens da instituio, alm de serem diretamente reconhecidos por seus pares. Sem contar que os projetos bem feitos e de contribuio especialidade tm maior chance de receber auxlio financeiro de agncias de fomento pesquisa, somando-se outro fator favorvel ao investimento de novos pesquisadores que conheam bem a metodologia cientfica.

A Fundao Otorrinolaringologia e a revista Arquivos de Otorrinolaringologia tm tentado contribuir de alguma forma para incentivar o desenvolvimento e a publicao de pesquisas cientficas de melhor qualidade, mesmo que seja atravs de pequenos atos, como as inmeras sugestes de modificao dos artigos (que no raro retornam repetidas vezes aos autores para ajustes antes da publicao) ou at a pronta recusa de outros estudos.

Gostaramos de agradecer a todos os pesquisadores que tm enviado suas contribuies em escala crescente e tambm pela parceria de todos os anunciantes desta edio da revista, os quais tm demonstrado confiana em nossos propsitos de crescimento e difuso de conhecimento.

Abraos a todos

Dra. Tanit Ganz Sanchez
Dr. Olavo Mion
Prof. Dr. Ricardo Ferreira Bento
Prof. Dr. Aroldo Miniti
  Print:

 

All right reserved. Prohibited the reproduction of papers
without previous authorization of FORL © 1997- 2023