Title
Search
All Issues
1
Ano: 2004  Vol. 8   Num. 3  - Jul/Set Print:
Editorial
A Iniciao Cientfica, o Jovem Pesquisador e a tica em Pesquisa.
Author(s):
Dra. Tanit Ganz Sanchez,
Dr. Olavo Mion,
Prof. Dr. Ricardo Ferreira Bento,
Prof. Dr. Aroldo Miniti
Palavras-chave:
A pesquisa na rea mdica de extrema importncia, pois pode levar, na prtica, a avanos na qualidade de vida dos pacientes e da populao como um todo. Nunca sabemos quais as conseqncias das descobertas na rea da sade. Muitas foram revolucionrias e muitas outras ainda sero mais espetaculares. Durante a graduao, muitas universidades oferecem uma iniciao cientfica ao aluno que se interessa por pesquisa e que quer obter conhecimento por seu prprio trabalho, permitindo sua livre escolha entre pesquisa bsica, clnica, epidemiolgica ou cirurgia experimental. A formulao de uma hiptese a ser testada parece exercer certo fascnio sobre estes alunos. Mesmo que o estudo seja mais um dentro da linha de pesquisa do orientador, para o jovem pesquisador o ineditismo do tema sempre marcante... O papel do orientador do aluno de iniciao cientfica inestimvel, pois este primeiro contato com a pesquisa ter repercusses futuras. Se o aluno for bem orientado, provavelmente continuar a fazer outras pesquisas e depois ser orientador de uma outra gerao de alunos.

A importncia da tica do orientador do jovem pesquisador assunto que deve ser muito discutido. Somente o orientador tico vai produzir alunos ticos. O jovem pesquisador vai entender de tica partir de seus estudos na faculdade, mas a prtica da tica ele vai absorver de seus mestres. Em muitas universidades os alunos recebem uma bolsa de iniciao cientfica, seja da prpria universidade ou de rgos de fomento do governo. Alguns alunos se inscrevem apenas para obter incentivo financeiro e devem entender que o seu trabalho recompensado financeiramente, mas sem que ocorra falta de tica. Por vezes, o prprio orientador no tem remunerao para aquele estudo, servindo de bom exemplo para o aluno, pois este percebe que o orientador faz o estudo com o verdadeiro intuito de auxiliar a formao do aluno, recebendo auxlio na pesquisa dentro da sua linha de trabalho.

Os trabalhos de iniciao cientfica desenvolvem pensamento lgico no aluno, que vai ser utilizado durante toda a sua formao. Entretanto, seu maior valor a tica na formao do aluno, reforando o cuidado com os animais e as condutas com os pacientes e voluntrios de grupos controle. Embora algumas condutas de estudos cientficos sejam polmicas, geram questionamentos e desenvolvem mais raciocnio tico no aluno.

A nossa revista estimula a publicao de estudos de iniciao cientfica, pois a maior recompensa destes alunos ver o resultado do seu trabalho reconhecido pela comunidade acadmica e cientfica, assim como este mesmo reconhecimento de seus futuros colegas de profisso. O estmulo cincia deve comear cedo, para gerar frutos durante muitos anos.

Um abrao,

Dra. Tanit Ganz Sanchez
Dr. Olavo Mion
Prof. Dr. Ricardo Ferreira Bento
Prof. Dr. Aroldo Miniti
  Print:

 

All right reserved. Prohibited the reproduction of papers
without previous authorization of FORL © 1997- 2024