Title
Search
All Issues
175
Ano: 2012  Vol. 16   Num. Suppl. 1  - May
DOI: 10.7162/S1809-977720120S1PO-006
Print:
11º CONGRESSO DA FUNDAÇÃO OTORRINOLARINGOLOGIA - Poster Otorhinolaryngology
TextoTexto em Inglês
DOENÇAS GRANULOMATOSAS DE ACOMETIMENTO NASOSSINUSAL
GRANULOMATOUS DISEASE OF NASAL-SINUSAL ATTACKING
Author(s):
Karina Marçal Kanashiro, Cristiana Vanderlei de Melo, Francisco Pierozzi D' Urso, Tânia Karina Galindo Falcão, Antonio Carlos Cedin
Palavras-chave:
Resumo:

OBJETIVO Relatar casos de granulomatoses nasais diagnósticas no serviço de Otorrinolaringologia do Hospital da Beneficência Portuguesa de São Paulo entre janeiro/2010 e julho/2011. RELATO DE CASOS CASO 1 J.O.M., 56 anos, natural de Malhada- BA, lavrador, obstrução nasal há 3 meses, espirros e rinorréia diária. A rinoscopia, perfuração septal anterior ampla com granuloma em bordo da parede septal esquerda. Na investigação sorologica, positividade para Leishmaniose visceral e anatomopatológico demonstrou processo inflamatório crônico, inespecífico, em atividade. Paciente encaminhado ao serviço de doenças tropicais para seguimento. CASO 2 J.C.F., 51 anos, masculino, com quadro de obstrução nasal, crostas em fossas nasais com sinais de rinossinusite crônica em seios paranasais e destruição de parede medial do seio maxilar esquerdo à tomografia computadorizada. Havia sido diagnosticado Granulomatose de Wegener há três meses por acometimento renal. CASO 3 F.L.A., 35 anos, masculino, com obstrução nasal progressiva, epistaxes intermitentes, rinorréia mucopurulenta, cacosmia, dor facial esquerda há 5 meses. À rinoscopia: grande quantidade de crostas com áreas de necrose em região septal, corneto inferior e médio esquerdos, odor fétido e secreção mucopurulenta de meato médio ipsilateral. Após investigação sorológica, reumatologica e biopsia das lesões nasais, o paciente admitiu ser usuário crônico e agressivo de cocaína. CONCLUSÃO As doenças granulomatosas são patologias que afetam múltiplos órgãos. É essencial atentar-se à história clínica procurando evidências para que as manifestações otorrinolaringológicas sejam corretamente interpretadas e conduzidas, uma vez que o diagnóstico diferencial é difícil e muitas vezes, indeterminado. A cronicidade das granulomatoses requer acompanhamento por longos períodos, com observação de recidivas e remissões, para atuar sempre que necessário.

.
  Print:

 

All right reserved. Prohibited the reproduction of papers
without previous authorization of FORL © 1997- 2019